quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Por detrás de ...

    
 
Por detrás do sol, da chuva, do preto, do branco, do ambíguo e do indubitável, há sempre um sorriso que lanças reiteradamente, mas que repudias compulsivamente.

4 comentários:

  1. Não percebi... eu, quando me rio, posso rir-me como os malucos, mas nunca repudio o meu sorriso, ou a forma como me rio. :/

    ResponderEliminar
  2. r: oh muito obrigada, também adoro :)

    ResponderEliminar