segunda-feira, 25 de março de 2013

O vazio perdura




O vazio perdura. Senti novamente aquele nó na garganta que pesava a minha alma e teimava em não deixar aquecer o meu coração (...) Senti aquele infinito misto de emoções e complicações que inquietavam o meu dia, o meu olhar, que aniquilavam o meu sorriso e me amarravam a alma (...)

7 comentários:

  1. Muito obrigada, é muito bom saber que sou elogiada dessa forma :)

    ResponderEliminar
  2. Vais ter um futuro brilhante no mundo da literatura e espero que consigas escrever e editar um livro ou quem sabe mais que um

    ResponderEliminar
  3. Quem me dera Danny, sabes bem que era esse o meu maior sonho e o meu maior objetivo :) Obrigada por tudo :)

    ResponderEliminar
  4. Adorei o que escreveste
    Beijinhos e um bom dia :)

    ResponderEliminar
  5. podes crer! muito bom mesmo :))
    que lindooooooo este teu post *-*

    ResponderEliminar