quarta-feira, 22 de agosto de 2012





A carta que chegou até à minha caixa de correio vinha vagueando por malas e malas, percorreu sorrisos e lágrimas, metade era limpa e doce, a outra húmida e tensa. Abri-a não danificando o selo que me transmitia tranquilidade e amor e retirei o papel colorido em tons de arco-íris onde estavam gravadas as doces palavras!

8 comentários: